Últimos assuntos
» 08-Nov-2015 - Almoço convívio ADM e celebração aniversário ADM (Lousa -Montachique)
por DSancho Sex 6 Nov 2015 - 18:18

» almoço
por jvenancio Qua 26 Ago 2015 - 9:41

» 26-06-2017 - Almoço das 6ªs, Prazeres da Picanha
por ZéPedro Sex 26 Jun 2015 - 22:10

» 5-6-2015 - Almoço das 6ªs - Francesinha em Santos
por jvenancio Sex 5 Jun 2015 - 11:30

» 17ª Edição do Lés-a-Lés (Inscrição)
por jvenancio Sab 30 Maio 2015 - 10:17

» Honda Africa Twin revelada
por jvenancio Qua 27 Maio 2015 - 16:28

» 07 a 09-06-2014 - 16º Portugal de Lés-a-Lés
por LFerro Sex 6 Fev 2015 - 17:48

» Triumph Tiger 800 - 800XC - 1200 Explorer
por LFerro Seg 19 Jan 2015 - 14:07

» Kymco Downtown 350i
por ZéPedro Qua 14 Jan 2015 - 23:08

» 17º Portugal de Lés-a-Lés 2015 - 7 a 9 Junho 2015
por LFerro Seg 12 Jan 2015 - 20:03

» Revista MOTOCAMPING
por LFerro Sex 2 Jan 2015 - 18:45

» 19-12-2014 - Almoço das 6as - ESPECIAL BOAS FESTAS
por rlopes Seg 22 Dez 2014 - 11:31

» 12-12-2014 - Almoço das sextas, Mercado 31 Janeiro
por jvenancio Seg 15 Dez 2014 - 14:24

» 28-11-2014 - Almoço das sextas, Mercado 31 Janeiro
por jvenancio Sex 28 Nov 2014 - 19:27

» Lisboa Motoshow 2015
por Pianoman Qui 27 Nov 2014 - 12:46

Os membros mais ativos do mês


[Test-Drive] Honda NC700 Integra

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  Seal em Sex 17 Fev 2012 - 13:45

Eu não sou entendido, de qualquer modo cá vai a minha experiência.

A condução é espectacular, como já tinha dito o melhor de 2 mundos, mudanças automáticas DCT e hipótese de manual.

Experimentei modo D, normal e mais que suficiente para a maioria da condução, se necessário pode-se colocar uma abaixo com a patilha, ultrapassagens, etc...

Experimentei modo S, mais desportivo em que a única coisa que muda é a altura de colocar a mudança seguinte ou baixar, maior rotação do motor. Também se pode usar manualmente, colocar uma abaixo.

Experimentei modo manual, interessante que se deixarmos subir a rotação sem mudar ele simplesmente corta, não passa à seguinte. Mas quando baixamos de velocidade se não reduzirmos, ele reduz, tem lógica senão o motor não aguentava e desligava, se fosse normal iria abaixo.

A maneabilidade é muito boa, comparo-a à Vectrix, só que é mais leve. É incrível como a Vectrix com o peso que tem e é tão manobrável.

A velocidade perto dos 150, notei uma excelente aerodinâmica, pouco senti o vento, mais um grande ponto para o conforto (se alguma autoridade ler isto, estou a mentir claro)

A corrente tem menos perda e logo melhores consumos, não poderia ser de outro modo nesta moto e respectivas congéneres que têm o mm motor.

O pendura se for de estatura média/baixa dá com a parte de dentro da barriga da perna na carenagem algo bicuda. Um grande ponto contra. Não pensaram nisso, o que é estranho pois a maioria dos japoneses não são altos, pelo contrário.

Gostei muito do curvar, mas não tenho experiência suficiente para comparar com nakeds.

Espero que tenham gostado da descrição.

Se compraria? Sim ou talvez, a questão do pendura... hummm

P.S. - A condução é facílima.

Seal
Membro Júnior
Membro Júnior


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  LFerro em Sab 18 Fev 2012 - 16:02

Caros companheiros, ontem também tive oportunidade de fazer o test-drive de 40 minutos à Integra com cortesia da Motorway.



Vou tentar resumir aquilo que senti, claro que há factores que vou comparar com a minha mota actual (SW T-400) e outras que não são comparáveis.

Percurso: Escolhi praticamente o meu trajecto diário, ou seja, A5, CRIL, Linda a Velha e Monsanto (para brincar nas curvas), queria sentir a mota no meu trajecto.

Primeira sensação que ficamos antes de arrancarmos é que temos muitos botões e temos que estar concentrados para não nos enganarmos. Isto claro, porque todos os comandos da mota estão no volante, mas são bastante intuitivos, para quem já tem uma Honda os básicos continuam no mesmo sitio. Até mesmo o painel embora simples é intuitivo e explicito (todo digital).



O sistema DCT tem duas versões de andamento a S (Sport) e a D (Drive), eu pessoalmente usei mais a D por ser aquele que se assemelha mais a uma acelera.
Para mim foi uma grande surpresa (e segundo a Honda isto é uma novidade nos seus sistemas de mudanças automáticas), o sistema Drive vai em mudanças automáticas e a qualquer momento nós podemos meter uma abaixo ou uma acima para dar mais rotação ou mais andamento à mota, muito útil para uma ultrapassagem, continuando ela depois a fazer o seu trabalho de caixa automaticamente.
Um motor com um binário excelente e de baixas rotações dá boas indicações de durar muitos e muitos quilómetros, a ver vamos.

Não estiquei muito a mota, mas ainda fui aos 160 km/h para sentir a potência e a estabilidade, e claro que aqui não há comparação com a minha SW T-400, ou seja, embora sinta menos o vento nos braços na minha SW T-400 do que na Integra (mas mesmo assim aceitável) a estabilidade a esta velocidade é total, a mota nada treme com a deslocação o que me leva a crer que a frente da mota foi bem conseguida em termos de aerodinâmica (lá está a beleza pode ser discutível), mas é eficaz e isso é que interessa.



Segurança: Aqui vou comparar com a minha, a estabilidade que te dá à partida, cria em ti confiança para poderes "abusar" um pouco. Curva com uma segurança tal, que te leva à obrigatoriedade de te deitares na curva, a minha embora já com a alteração na suspensão da frente (mais rija) para minimizar o efeito barco, está muito longe da suspensão da Integra. E lá está, todo o conjunto de pneus mais largos e altos que a compõem, juntamente com o ABS e CBS fazem da Integra uma mota muito segura.

Pontos menos bons: Sem duvida o espaço de arrumação, quer seja debaixo do banco, quer seja na frente (porta luvas).
Debaixo do banco não cabe um capacete integral (nem experimentei) deu-me logo essa sensação, aqui perde muito para uma Maxiscooter tradicional. A minha por exemplo cabem 2 integrais, daí a Honda Portugal oferecer a top-case na compra da mota (não a vi, porque ainda não há em Portugal, segundo eles estão para breve). Mas para mim desde que caiba o fato da chuva, já chega. Mas é um ponto menos positivo para quem gosta de arrumo.



Outro dos pontos menos positivos é o porta luvas, para quem conhece a SW T-400, sabe que tem 2 e bem fundos e um deles com chave o que ajuda para quem quer deixar bens mais valiosos. A Honda Integra deixa muito a desejar neste ponto, fiquei com a duvida que poderiam ter feito um pouco mais aqui porque ao que parece, têm carnagem para isso, mas enfim é o que está e com o travão de mão no outro lado pior ainda, ficou sem espaço que nem dá para por uma carteira.



Em conclusão:
Primeiro recomendo a todos os que puderem experimentar porque vale bem a pena e é assim que tiramos as duvidas.
Segundo adorei a mota, ciclistica, comodidade, sistema DCT, a facilidade de condução mesmo para quem não esteja familiarizado com este sistema, em termos gerais gostei de tudo, os pontos menos positivos são adaptáveis com o dia a dia.
Para mim é sem duvida uma mota e não uma maxiscooter, ou seja, tem uma carnagem de protecção que a coloca nesse patamar de clientes, mas toda a sua maneabilidade é a de uma mota o que só a enriquece.
Posso dizer que tudo o que li e o que vi (em videos, fotos) é aquilo que esperava e confirmou-se.

Também posso dizer que estava à espera desta mota para ver se valia a pena fazer o up-grade da minha SW T-400 (que tanto gosto) e digo que .... está para breve.
avatar
LFerro
Membro Prestige
Membro Prestige


http://www.facebook.com/profile.php?id=100000951597399&sk=in

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  jbs em Seg 20 Fev 2012 - 13:13

À mesma hora em que o companheiro Luís Ferro experimentou a nova Honda Integra fui também experimentar esta inovadora mota/scooter.

A discussão que este novo conceito tem gerado, sobre se é mais uma mota ou mais uma scooter é, a meu ver, completamente estéril. É um veículo de duas rodas, em que a embraiagem e a caixa são acionados automaticamente de utilização extremamente simples e de utilização absolutamente idêntica a uma scooter, mas com o comportamento dinâmico de uma mota.

Sobre a estética não vou pronunciar-me, já que o gosto de cada um é demasiado pessoal e não sendo as opções usadas nada consensuais, a opinião de cada um só é valida para si mesmo.

A Scooter que experimentei, foi-me emprestada pela Santogal de Algragide.

Tentei, durante o ensaio de cerca de uma hora, utilizar os meus percursos diários.

O percurso feito: saída de Alfragide, Segunda circular, Eixo NS, Av. das forças armadas, Campo pequeno, Arco do Cego, Estefânia, Conde Redondo, Av. da Liberdade, R. Rosa Araújo, R. Escola Politécnica, R. O Século, Calçada do Congro, Largo da Estrela, R. Ferreira Borges, Amoreiras, A5 até Carnaxide e regresso à Santogal de Alfragide.

Um percurso variado, com zonas de via rápida e até autoestrada, zonas de trânsito intenso, e zonas de calçada bastante irregular.

A descrição da Honda Integra está já muito bem feita em posts anteriores. A sua repetição não acrescenta informação, pelo que me vou escusar de a fazer e somente deixar a minha opinião sobre o seu uso.

O comportamento dinâmico da Honda Integra é superior ao de qualquer scooter por mim conduzida até hoje. Está au nível de uma boa moto. Comparativamente posso dizer que o comportamento da Honda Integra é muito semelhante ao de uma Honda CB500. Curva bem, trava muitíssimo bem, tem um motor pacato mas sempre suficiente, e tem uma suspensão sem defeitos cómoda e que absorve muito bem todas as irregularidades encontradas, incluindo as das ruas empedradas por onde andei. O comportamento é especialmente bom nas ruas mais movimentadas da cidade. Os empedrados e buracos quase não se notam e o zigzaguiar no meio do trânsito é excelente. A sua diminuta largura permite-lhe passar com grande desenvoltura em todos os espaços que o trânsito vai deixando. Neste pormenor está ao nível das melhores scooters de 125cc.

A grande inovação da Honda Integra é a sua caixa automática de dupla embraiagem. Que pode seu usada em 3 modos ( Sport, Drive e Manual ). Penso que esta caixa requer alguma habituação. Nesta primeira aproximação não gostei especialmente de nenhum dos modos.

Em modo S a Honda Integra circula sempre com uma rotação elevada, reponde prontamente e tal como esperado, proporciona uma condução agressiva.

Em modo D o motor esta quase sempre numa rotação baixa, o que me provocou algum desconforto. Acontece mesmo engrenar a 6 velocidade a 60 km/h. Dei por mim a constantemente obrigar (uma opção bastante interessante desta Honda) a Integra a engrenar a velocidade abaixo da que a eletrónica tinha selecionado.

Em modo Manual, não gostei da ergonomia, nomeadamente do posicionamento do comando de passagem para uma velocidade superior. Este botão é acionado pelo indicador esquerdo, dedo que normalmente tenho sempre pousado na manete e que não gosto de daí retirar possibilitando, em caso de necessidade, uma mais rápida travagem.

Penso haver aqui espaço para alguma melhoria, quer pela revisão da ergonomia, quer pela introdução de mais um modo ( intermédio ) automático, já que os dois existentes um é claramente desportivo e o outro privilegia uma condução muito preocupada com o consumo.

Saliento contudo, que apesar dos pontos apontados, no modo D a Integra é a Scooter mais agradável utilização que até hoje conduzi.

Outra característica da caixa automática, que aproveita a rapidez que o DCT permite para passar muito mais vezes do que uma utilização manual, é a sua suavidade. Numa velocidade maior quase não nos apercebemos do engrenar da caixa. No meio do transito, ao sermos apanhados por uma passagem de caixa a meio de um Zig ou de um Zag, estranhamos bastante e sentimos mesmo alguma apreensão, mas a suavidade do sistema permite que não exista qualquer insegurança.

A proteção aerodinâmica da Honda Integra é mais que suficiente. Permitiu-me circular a 150 km/h sem ter sentido necessidade de fechar o capacete modular que levava. É certo que ao nível dos braços existe algum vento, mas num veículo de duas rodas, não é de esperar outra coisa.

O maior defeito da Honda Integra é uma consequência das suas qualidades. Grande parte do bom comportamento dinâmico vem do tamanho de roda utilizado. Ora, esta tamanha não deixa muito espaço para bagagem. Embora não tenha experimentado, estou convencido de que o capacete jet tamanho XS do meu filho mais novo não cabe no compartimento de bagagem.

Pessoalmente prefiro esta segurança adicional e o melhor comportamento ao espaço adicional para bagagem.

Em jeito de conclusão poderei apenas dizer que numa próxima troca este será seguramente um modelo a ter em conta.

Queria ainda agradecer à Santogal a oportunidade que mais uma vez me deu de experimentar um novo produto Honda.

Saudações

avatar
jbs
Membro Júnior
Membro Júnior


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  Seal em Seg 20 Fev 2012 - 20:23

Bem melhor malandros andaram com a moto o dia todo... lol!

Seal
Membro Júnior
Membro Júnior


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  rlopes em Ter 23 Abr 2013 - 10:47

Viva Sancho,
Do test drive, a 1ª impressao foi o desconforto do banco e da posição de condução.
O banco achei-o muito duro, pois comparado com o sofá da minha SW nao tem anda a ver.

Mas isto foi o menos postivo, pois por outro lado, dá para ver que a mota deve andar que se farta, fui só até à radial de benfica e já depois de passar o radar, sem puxar muito a bicha já ia nos 135. Gostei também do som que a moto faz quando engrena as mudanças, e essa engrenagem é muito suave.

Em relação à oferta pela visita nao me deram nada, apesar de anunciarem no flyer a oferta de um liquido de limpeza.

Cpts
RLopes



__________________________________________________
Vrum, Vruuuummm
avatar
rlopes
Admin
Admin


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  davide em Ter 23 Abr 2013 - 11:18

rlopes escreveu:...Do test drive, a 1ª impressao foi o desconforto do banco...

Malta com o c* grande é o que dá!!!
avatar
davide
Membro Sénior
Membro Sénior


Voltar ao Topo Ir em baixo

Integra

Mensagem  LFerro em Ter 23 Abr 2013 - 11:28

rlopes escreveu:
Do test drive, a 1ª impressao foi o desconforto do banco e da posição de condução.
O banco achei-o muito duro, pois comparado com o sofá da minha SW nao tem anda a ver.
Lopes isso que dizes é uma ilusão, no lés a lés vais ver isso mesmo. Olha que falo com conhecimento das duas motas.

A banco da SW no dia a dia leva-se bem, parece um sofá como dizes, mas em viagem vais ver como vais ficar ao final de 180 a 200 km seguidos de viagem...

Olha que já fiz algumas vezes Lisboa- Portalegre e vice-versa e no mesmo dia com a Integra sem parar e são 240 km seguidos e na SW nunca consegui tive sempre de parar por me fazer doer o coxis. E quando fui (2x) ao MotoGP de Gerês com a SW num total de 500 km, tinha de parar para ai 3x, claro que descansava e aproveitava e abastecia, mas é muito cansativo em viagem.

O banco da Integra é muito mais argonónico do que o da SW sem dúvida, ou seja, melhor. Agora o do pendura é melhor o da SW.
avatar
LFerro
Membro Prestige
Membro Prestige


http://www.facebook.com/profile.php?id=100000951597399&sk=in

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  rlopes em Ter 23 Abr 2013 - 11:57

Viva Ferro,

Acredito que sim, pois tu melhor que ninguem pode avaliar as diferenças, pois ja tiveste um modelo e outro.

Apenas referi a sensação que tive no imediato, em que tinha deixado o banco da SW há minutos e me sentei de seguida no da Integra, a sensação foi essa mesmo, agora acredito que em viagens longas se possa fazer mostrar essa diferença que referes.

Cpts
RLopes

__________________________________________________
Vrum, Vruuuummm
avatar
rlopes
Admin
Admin


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  rlopes em Ter 23 Abr 2013 - 11:59

davide escreveu:
rlopes escreveu:...Do test drive, a 1ª impressao foi o desconforto do banco...

Malta com o c* grande é o que dá!!!

LOL
:)

__________________________________________________
Vrum, Vruuuummm
avatar
rlopes
Admin
Admin


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  Dog em Ter 23 Abr 2013 - 18:26

A integra não sei, mas a SW tem um banco bom para viajar menos de 100km...
mais que isso já temos de ir parando, seja com cu grande ou pequeno

abc
avatar
Dog
Membro Prestige
Membro Prestige

Comentários : One life...live it well.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Test-Drive] Honda NC700 Integra

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum