Últimos assuntos
» 08-Nov-2015 - Almoço convívio ADM e celebração aniversário ADM (Lousa -Montachique)
por DSancho Sex 6 Nov 2015 - 18:18

» almoço
por jvenancio Qua 26 Ago 2015 - 9:41

» 26-06-2017 - Almoço das 6ªs, Prazeres da Picanha
por ZéPedro Sex 26 Jun 2015 - 22:10

» 5-6-2015 - Almoço das 6ªs - Francesinha em Santos
por jvenancio Sex 5 Jun 2015 - 11:30

» 17ª Edição do Lés-a-Lés (Inscrição)
por jvenancio Sab 30 Maio 2015 - 10:17

» Honda Africa Twin revelada
por jvenancio Qua 27 Maio 2015 - 16:28

» 07 a 09-06-2014 - 16º Portugal de Lés-a-Lés
por LFerro Sex 6 Fev 2015 - 17:48

» Triumph Tiger 800 - 800XC - 1200 Explorer
por LFerro Seg 19 Jan 2015 - 14:07

» Kymco Downtown 350i
por ZéPedro Qua 14 Jan 2015 - 23:08

» 17º Portugal de Lés-a-Lés 2015 - 7 a 9 Junho 2015
por LFerro Seg 12 Jan 2015 - 20:03

» Revista MOTOCAMPING
por LFerro Sex 2 Jan 2015 - 18:45

» 19-12-2014 - Almoço das 6as - ESPECIAL BOAS FESTAS
por rlopes Seg 22 Dez 2014 - 11:31

» 12-12-2014 - Almoço das sextas, Mercado 31 Janeiro
por jvenancio Seg 15 Dez 2014 - 14:24

» 28-11-2014 - Almoço das sextas, Mercado 31 Janeiro
por jvenancio Sex 28 Nov 2014 - 19:27

» Lisboa Motoshow 2015
por Pianoman Qui 27 Nov 2014 - 12:46

Os membros mais ativos do mês


Universidade de Aveiro desenvolve capacete com cortiça

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Universidade de Aveiro desenvolve capacete com cortiça

Mensagem  LFerro em Seg 29 Jul 2013 - 19:06


A ideia de aproveitar a ‘pele’ do sobreiro para reforçar a segurança da cabeça de quem anda de moto pertence um grupo de investigadores da Universidade de Aveiro (UA). A equipa de Ricardo Sousa, professor do Departamento de Engenharia Mecânica (DEM), verificou que, teste após teste, em relação à esferovite usada em exclusivo por todos os fabricantes mundiais de capacete, a cortiça não só tem maior capacidade para absorver um impacto como mantém essa característica intacta no caso de o motociclista sofrer na cabeça múltiplas pancadas.

“Os revestimentos interiores dos capacetes, que servem para absorver a energia em caso de impacto, são hoje feitos quase exclusivamente em esferovite”, diz Ricardo Sousa. “Este material, tem a vantagem de ser barato e leve mas tem uma grande desvantagem: quando sofre um primeiro impacto, deforma-se permanentemente, perdendo capacidade de absorção de energia. Assim, num eventual segundo impacto, o motociclista fica à mercê da sorte.”

Já o revestimento da UA, aponta Ricardo Sousa, “não só absorve muito melhor o impacto do que a esferovite pura, como mantém a capacidade de absorver impactos mesmo quando ocorrem vários seguidos”. A prova disso, empiricamente falando, “vê-se numa rolha de champanhe que, apesar de poder estar anos e anos comprimida no gargalo de uma garrafa, recupera praticamente a forma inicial assim que a bebida é aberta”.


“Por causa das legislações, a camada interna de esferovite tem vindo a aumentar ao longo dos anos. O resultado disso são capacetes cada vez maiores o que, esteticamente, não é muito agradável” diz Ricardo Sousa, também ele motociclista. Assim, o problema de tamanho que não se coloca com o projeto da UA já que a cortiça absorve mais energia de impacto que uma mesma quantidade de esferovite.

“Neste momento, depois de vários testes com diferentes associações entre esferovite e cortiça, existe já uma solução estudada e patenteada”, aponta o investigador. “É um híbrido”, descreve o responsável: “Trata-se de excertos de micro aglomerado de cortiça inseridos numa matriz de esferovite com as distâncias e tamanhos dos dois materiais devidamente estudados”.

A solução da UA para o revestimento dos capacetes pode torná-los mais caros. Mas a equipa de Ricardo Sousa está a pensar o quão vantajosa a proteção extra pode ser para capacetes de alta performance “em que o preço não é importante”:  Motociclismo, competições automobilísticas, ciclismo e hipismo são alguns dos desportos onde o capacete da UA pode vir a ser utilizado. A cabeça dos militares pode igualmente beneficiar da investigação do DEM.

“A partir do momento em que este material ficou afinado está disponível para ser aplicado a qualquer tipo de proteção, seja para a cabeça, seja para outra parte de corpo”, afirma Ricardo Sousa.

Fonte: http://www.motociclismo.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=6306&Itemid=51
avatar
LFerro
Membro Prestige
Membro Prestige


http://www.facebook.com/profile.php?id=100000951597399&sk=in

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum