Últimos assuntos
» 08-Nov-2015 - Almoço convívio ADM e celebração aniversário ADM (Lousa -Montachique)
por DSancho Sex 6 Nov 2015 - 18:18

» almoço
por jvenancio Qua 26 Ago 2015 - 9:41

» 26-06-2017 - Almoço das 6ªs, Prazeres da Picanha
por ZéPedro Sex 26 Jun 2015 - 22:10

» 5-6-2015 - Almoço das 6ªs - Francesinha em Santos
por jvenancio Sex 5 Jun 2015 - 11:30

» 17ª Edição do Lés-a-Lés (Inscrição)
por jvenancio Sab 30 Maio 2015 - 10:17

» Honda Africa Twin revelada
por jvenancio Qua 27 Maio 2015 - 16:28

» 07 a 09-06-2014 - 16º Portugal de Lés-a-Lés
por LFerro Sex 6 Fev 2015 - 17:48

» Triumph Tiger 800 - 800XC - 1200 Explorer
por LFerro Seg 19 Jan 2015 - 14:07

» Kymco Downtown 350i
por ZéPedro Qua 14 Jan 2015 - 23:08

» 17º Portugal de Lés-a-Lés 2015 - 7 a 9 Junho 2015
por LFerro Seg 12 Jan 2015 - 20:03

» Revista MOTOCAMPING
por LFerro Sex 2 Jan 2015 - 18:45

» 19-12-2014 - Almoço das 6as - ESPECIAL BOAS FESTAS
por rlopes Seg 22 Dez 2014 - 11:31

» 12-12-2014 - Almoço das sextas, Mercado 31 Janeiro
por jvenancio Seg 15 Dez 2014 - 14:24

» 28-11-2014 - Almoço das sextas, Mercado 31 Janeiro
por jvenancio Sex 28 Nov 2014 - 19:27

» Lisboa Motoshow 2015
por Pianoman Qui 27 Nov 2014 - 12:46

Os membros mais ativos do mês


Está pronta a primeira «Scooter» elétrica portuguesa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Está pronta a primeira «Scooter» elétrica portuguesa

Mensagem  jvenancio em Ter 25 Set 2012 - 18:39


"Investigadores do Instituto de Sistemas e Robótica da Universidade de Coimbra (ISR/UC) desenvolveram a primeira «scooter» portuguesa totalmente elétrica que, através de tecnologia inovadora, permite configurar o sistema de propulsão ao gosto de cada utilizador.

As inovações presentes no protótipo incluem a comunicação entre o grupo propulsor, o controlador (um ‘tablet pc' com sistema operativo Android), as baterias ou o carregador através de um sistema sem fios (bluetooth).

A ‘scooter’ foi «pensada e desenvolvida num contexto de utilizador urbano. Todos os principais dispositivos comunicam entre si, permitindo fazer uma gestão inteligente do conjunto», disse à agência Lusa Ana Vaz, coordenadora do projeto.

O protótipo possui três modos de utilização - Eco, Sport e Safety - «completamente configuráveis» e dispensa a tradicional chave, utilizando um cartão sem o qual a moto não funciona e que insere no sistema de controlo do perfil de cada utilizador.

«Uma família pode ter três ou quatro cartões: os pais podem andar num modo que permita a velocidade máxima e os filhos, com a chave em modo ‘Eco', podem acelerar ao máximo que a moto não ultrapassa os 60 km/h», exemplificou Ana Vaz.

A investigadora admitiu que a equipa que lidera «não foi regrada» ao construir o protótipo em termos de custos, nem ele foi pensado, à partida, como modelo de negócio.

«Mas, como protótipo, tem um preço excecional, equivalente ao preço de entrada de gama de uma ‘maxi scooter’ de 200 ou 400 cm3 de cilindrada», com preços que «rondam os 5 mil euros», frisou.

Ana Vaz avançou ainda que o protótipo desenvolve uma potência de 13,6cv numa utilização normal, podendo atingir picos de 28cv em utilização «mais intensa».

Com a carga de bateria completa, a autonomia varia entre os 70 km «em utilização mais aguerrida, com muitas subidas e descidas e os 140 km em utilização económica», referiu a investigadora."

Fonte: www.autoportal.iol.pt
avatar
jvenancio
Membro Prestige
Membro Prestige


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum