Últimos assuntos
» 08-Nov-2015 - Almoço convívio ADM e celebração aniversário ADM (Lousa -Montachique)
por DSancho Sex 6 Nov 2015 - 18:18

» almoço
por jvenancio Qua 26 Ago 2015 - 9:41

» 26-06-2017 - Almoço das 6ªs, Prazeres da Picanha
por ZéPedro Sex 26 Jun 2015 - 22:10

» 5-6-2015 - Almoço das 6ªs - Francesinha em Santos
por jvenancio Sex 5 Jun 2015 - 11:30

» 17ª Edição do Lés-a-Lés (Inscrição)
por jvenancio Sab 30 Maio 2015 - 10:17

» Honda Africa Twin revelada
por jvenancio Qua 27 Maio 2015 - 16:28

» 07 a 09-06-2014 - 16º Portugal de Lés-a-Lés
por LFerro Sex 6 Fev 2015 - 17:48

» Triumph Tiger 800 - 800XC - 1200 Explorer
por LFerro Seg 19 Jan 2015 - 14:07

» Kymco Downtown 350i
por ZéPedro Qua 14 Jan 2015 - 23:08

» 17º Portugal de Lés-a-Lés 2015 - 7 a 9 Junho 2015
por LFerro Seg 12 Jan 2015 - 20:03

» Revista MOTOCAMPING
por LFerro Sex 2 Jan 2015 - 18:45

» 19-12-2014 - Almoço das 6as - ESPECIAL BOAS FESTAS
por rlopes Seg 22 Dez 2014 - 11:31

» 12-12-2014 - Almoço das sextas, Mercado 31 Janeiro
por jvenancio Seg 15 Dez 2014 - 14:24

» 28-11-2014 - Almoço das sextas, Mercado 31 Janeiro
por jvenancio Sex 28 Nov 2014 - 19:27

» Lisboa Motoshow 2015
por Pianoman Qui 27 Nov 2014 - 12:46

Os membros mais ativos do mês


Schuberth: Um futuro em evolução

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Schuberth: Um futuro em evolução

Mensagem  LFerro em Dom 23 Set 2012 - 14:55


A Schuberth pode orgulhar-se de manter uma produção praticamente manual no fabrico dos seus capacetes e, por essa razão, torna-se imprescindível perceber como é que a marca alemã encara os desafios do futuro.

Para isso conseguimos falar com Erwin Van Hoof, vice-presidente da Schuberth, por breves instantes durante uma visita recente à fábrica da marca alemã que serviu para conhecermos melhor as novidades de capacetes, os SR1 e o novíssimo S2.

M – Quais os planos da Schuberth para os próximos anos?

EVH – Dentro dos próximos três anos a Schuberth vai lançar um novo capacete “adventure”. Existem planos para isso e até alguns protótipos desse capacete, mas dentro dos próximos tempos iremos ter uma reunião de administração em que vamos decidir se o vamos passar à produção. Mas em princípio esse capacete mais trail será apresentado em breve. Vamos ainda provavelmente apresentar uma nova geração do C3, talvez denominado C3 Pro.

M – Como será o futuro da Schuberth?

EVH – Será inovar no design. Os novos capacetes Schuberth estão a modificar-se, a evoluir. A forma dos novos SR1 e especialmente do S2, já é mais aerodinâmica e mais próxima da nova geração que aí vem, mas que será ainda mais futurista ao nível do design. O novo ponto de interesse na Schuberth é claramente o design! Da segurança e proteção da cabeça já nós percebemos muito e sabemos o que fazer nesse campo, mas desde que a marca passou a fazer parte de uma grande multinacional, o design é o grande objetivo da Schuberth.

M – Sabemos que os capacetes estão em constante evolução. Até onde é que estes elementos tão importantes para um motociclista irão evoluir?

EVH – Repara, os capacetes não evoluíram muito em termos de construção. Continuamos a ter as calotas (interior e exterior), o forro e a viseira. Mas o que mudou e vai continuar a mudar é o poliestireno (EPS), o material que evita lesões absorvendo o impacto. Estamos a trabalhar num material que irá substituir o EPS. Será um salto enorme na evolução dos capacetes. Está em fase de testes e penso que dentro de 2 anos estará pronto para comercialização.


Erwin van Hoof (ao centro) está intimamente ligado ao desenvolvimento dos capacetes Schuberth, como no caso do novo SR1


M – Tal como o sistema de emergência automático. Como está o desenvolvimento desse sistema?

EVH – Ahh… sim! Lembro-me de ter falado contigo disso mesmo há dois anos atrás. É verdade que estávamos a desenvolver um sistema automático que liga para o número de emergência em caso de acidente. Os testes duraram três anos, correram bem e o produto será apresentado na próxima edição da INTERMOT. Mas também temos outras ideias…

M – Tais como?

EVH – LED’s que funcionam como uma lanterna, libertando as mãos para outras tarefas. É algo muito específico atualmente (são utilizados apenas nos capacetes da Schuberth para a polícia), mas estamos a desenvolver esta ideia para uma utilização no dia-a-dia. Outra ideia que penso que terá um bom futuro é a da instalação de uma câmara no forro do capacete. As aplicações deste projeto são muito variadas, mas por exemplo, pode funcionar em conjunto com o sistema de ligação automático ao número de emergência. É uma possibilidade.

M – Hoje em dia existem vários organismos que servem para homologação de capacetes. Snell, ECE, DOT… Em qual deles os motociclistas devem confiar? Qual destes métodos de homologação é o melhor?

EVH – Para nós é o ECE. Este método de homologação já é desenvolvido e aperfeiçoado há 30 anos, e é por isso o melhor método para demonstrar se um capacete é ou não é seguro. A Schuberth orgulha-se de ter conseguido, através do TÜV, ter um laboratório próprio que garante a qualidade dos nossos capacetes de acordo com as regras ECE. A cada 3.200 unidades fabricadas de um determinado modelo de capacete, retiramos 10 unidades da linha de produção e verificamos se estão de acordo com a homologação. Além disso, nós vamos ainda mais longe do que é exigido na homologação ECE! Em muitos dos testes de impacto nós repetimos os testes e mesmo assim os nossos capacetes apresentam valores abaixo do exigido, como pudeste comprovar no laboratório. Por exemplo, os capacetes com um EPS muito rígido são feitos para passar nos testes SNELL e DOT, mas não conseguem absorver os impactos. Por isso penso que o ECE, apesar de não ser perfeito, é o melhor método para garantir que um capacete é seguro.

MAIS INFORMAÇÕES

Fonte: http://www.motociclismo.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=5568&Itemid=126
avatar
LFerro
Membro Prestige
Membro Prestige


http://www.facebook.com/profile.php?id=100000951597399&sk=in

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum